Don Norman e o termo UX

Don Norman e o termo “UX”

Publicado por em 29/08/2016.

     

    Don Norman é Design Thinker, Cientista Cognitivo, e um dos maiores gurus do Design que se tem notícia. Também é professor emérito de ciência cognitiva na Universidade da Califórnia em San Diego, professor de ciência da computação na Universidade Northwestern, leciona na Universidade de Stanford e é co-fundador do Nielsen Norman Group.

    No início de 1990, quando era Vice-Presidente do Advanced Technology Group da Apple, Don Norman cunhou o termo “UX”, pois ele acreditava que definições como Interface de Usuário e Usabilidade limitavam o entendimento sobre o que o trabalho dele representava. Então, ele renomeou o seu cargo para “User Experience Architect Group”.

    Recentemente na UX Conference em São Francisco, Angie Li (UX Specialist do Nielsen Norman Group) perguntou a Don Norman o que ele achava do termo “UX” nos dias de hoje… e a resposta dele você pode ver no vídeo e na transcrição abaixo :)

    Don Norman, sobre o que significa UX

    Uma vez, há muito tempo atras, eu estava na Apple, e nós estávamos conversando sobre como a experiência de usar esses computadores era ruim. A experiência, da descoberta, quando você vê ele pela primeira vez ele em uma loja, quando você compra e não consegue colocar ele no carro porque a caixa é muito grande… E quando você finalmente chega em casa, abre a caixa e pensa “Ooh… Parece assustador. Eu não sei se me atreveria a montar esse computador”.

    Tudo isso é experiência do usuário. É tudo relacionado a sua experiência com o produto. E talvez você nem precise estar perto do produto, você pode estar falando sobre ele para alguém.

    Isso é o que nós queríamos dizer quando inventamos o termo UX e criamos o que chamamos de “Escritório de Arquitetos de Experiência de Usuário” na Apple para tentar melhorar as coisas. Mas a Apple já tinha começado muito bem. Nós começávamos com um produto bom e fazíamos ele ficar ainda melhor!

    Hoje esse termo é terrivelmente mal utilizado. Ele é usado por pessoas para dizer “Eu sou um User Experience Designer, eu faço websites” ou “Eu faço aplicativos”. Eles não tem nem ideia do que estão fazendo, e acham que a experiência é somente aquele dispositivo, website, aplicativo ou sabe quem lá o que!!!

    Não, é tudo! É a forma com que você sente o mundo, é a forma que você experencia a sua vida, é a forma que você experencia um serviço, ou… sim… um aplicativo ou um sistema de computador. Mas é um sistema. É tudo! Entenderam?

    Inscreva-se no curso UX Strategy em São Paulo

    Dias 06/05 e 07/05  -  Estratégia de Negócios + UX Design

    Publicado por

    Edu Agni

    Edu Agni é designer especialista em experiência do usuário, e trabalha há treze anos nas áreas de design e usabilidade, já tendo passado por agências de design e marketing esportivo, fábrica de software, portal de conteúdo e startups. Atualmente é UX Designer na ContaAzul, curador da área de design da Campus Party Brasil e fundador da Mergo, empresa focada em cursos na área de UX.

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado.